NOTÍCIAS


Turista morto após levar descarga elétrica em banheiro era motorista de app e salvou a filha de choque; 'Ato final foi ser herói', diz irmão



Daniel Timóteo Júnior era morador de Campinas e morreu depois de ser eletrocutado ao entrar em um banheiro público às margens do Rio Paraná, em Presidente Epitácio; veja perfil da vítima. Daniel Timóteo Júnior morreu eletrocutado em Presidente Epitácio Arquivo pessoal O morador de Campinas (SP) Daniel Timóteo Júnior, de 30 anos, que morreu após receber uma descarga elétrica em um banheiro público às margens do Rio Paraná, em Presidente Epitácio (SP), era motorista de transporte por aplicativo e estava na cidade para passar um período de descanso com a esposa e três filhas. As causas do acidente ainda serão investigadas. O g1 conversou com Dener Martins, irmão de Daniel, para saber mais informações sobre a vítima. De acordo com o rapaz, o motorista estava com a filha menor no colo, quando recebeu a descarga elétrica dentro do banheiro, que fica em um contêiner na praia, e ainda conseguiu salvar a menina de levar o choque. “Ele conseguiu ajudar ela no colo fazendo a última força para tentar afastá-la. Como disse minha cunhada, ele foi um herói. Salvou a filhinha dele. O ato final da vida dele foi ser herói. Para a gente, principalmente para mim, e para as filhas dele”, disse. Depois do acidente, na segunda-feira (16), a informação era de que a menina tinha sofrido escoriações e havia sido liberada. No entanto, de acordo com Dener, ela ainda permanece internada. O corretor imobiliário Caio Todescatt, que estava no local no momento do ocorrido, ouviu a esposa da vítima gritar por ajuda. “Eu levantei para ir ao banheiro com a minha cachorra. A gente estava na prainha e, quando eu estava chegando próximo ao banheiro, comecei a ouvir o grito de desespero da mulher dele. Ela começou a gritar desesperada: ‘Perdi meu marido, perdi meu marido. Ele caiu em um poça d’água ali mesmo'”, informou a testemunha à TV Fronteira, afiliada da TV Globo. Daniel chegou a ser socorrido para a Santa Casa de Presidente Epitácio, mas não resistiu. O sepultamento da vítima acontece em Campinas, onde Daniel morou a vida inteira, na tarde desta quarta-feira (18). Motorista de aplicativo Os pais do motorista, nascido em 27 de março de 1992, só tiveram Dener e Daniel de filhos. Muito abalado, o rapaz, que trabalha como conferente em uma loja do comércio de Campinas, contou que viveu uma infância e adolescência muito feliz ao lado do irmão, quando brincavam – e brigavam – dentro do quiosque de cachorro quente montado pela mãe. “Brincávamos muito, tínhamos contato com pessoas, com clientes, a vida toda ,falo que a gente cresceu trabalhando, mas na verdade a gente cresceu se divertindo, pois estávamos sempre juntos, crescemos juntos. Demos trabalho para a minha mãe com as nossas rixas, mas éramos unidos. Ele foi um pai para mim, meu maior exemplo”, relembrou Dener. Turista morreu após descarga elétrica em contêiner de presidente epitácio Reprodução/TV Fronteira Assim como o pai, Daniel se tornou motorista de transporte por aplicativo por conta da falta de opção provocada pelo desemprego. “Ninguém o contratava, aí ele seguiu por esse ramo por falta de oportunidade. Ele trabalhava muito, muitas horas no carro, para poder ter dinheiro para passear, Era isso que ele gostava. Ele e a esposa estavam no auge do relacionamento. Ele amava as filhas. Ele queria se divertir, curtir a vida, como se o tempo dele aqui fosse curto, e na verdade era mesmo”, afirmou. Apurações e cobrança Em entrevista à TV Fronteira na terça-feira (17), o secretário municipal de Obras, Habitação e Infraestrutura de Presidente Epitácio, Hevair da Silva, informou que a administração realizou o isolamento da área e aguarda a conclusão da perícia. “Houve o isolamento da área, a Prefeitura fez. Agora, teve a perícia ontem [segunda] à noite. Pelo que consta, houve um furto de cabos algum tempo atrás e estava isolado. Então, qualquer conclusão que a gente der agora será imatura. Precisamos aguardar o resultado da perícia e o laudo da causa da morte”, disse Silva. Ainda segundo o secretário, a prefeitura realizará uma avaliação técnica no local para saber o que teria causado o choque na vítima. “Agora vamos fazer uma avaliação técnica no local, trazer um engenheiro elétrico para fazer uma avaliação mais detalhada do que houve realmente naquele local. Consta que foram furtados os cabos e estava isolado. Então, precisamos saber a causa dessa energia, se passou ou não”, complementou. Dener afirmou que não procura culpados, mas espera alguma resposta por parte do governo municipal. “Foi um erro que não reconhecemos ainda qual é, mas um erro num contêiner da cidade ,um erro que alguém ia morrer ali qualquer hora ,e Deus escolheu meu irmão para levar naquele momento. A família está muito abalada. Não queremos culpados, só queremos apoio do governo da cidade”, contou. Turista morre após levar descarga elétrica em banheiro às margens do Rio Paraná, em Presidente Epitácio (SP) Vinícius Alonso/TV Fronteira VÍDEOS: saiba tudo sobre Campinas e Região Veja mais notícias da região no g1 Campinas

Fonte: G1


18/01/2023 – 95 FM Dracena

COMPARTILHE

SEGUE A @95FMDRACENA

(18) 3822-2220


Av. Expedicionários, 1025, Centro
Cep: 17.900-000 – Dracena/SP

Todos os direitos reservados.  

NO AR:
AUTO PROGRAMAÇÃO