NOTÍCIAS


Funcionário suspeito de furtar mais de R$ 60 mil de funerária é preso em flagrante em Presidente Venceslau



Policiais civis abordaram o vigilante noturno no momento em que ele saía da empresa. Vigilante noturno foi preso em flagrante em Presidente Venceslau (SP) Polícia Civil Um vigilante noturno, de 36 anos, foi preso em flagrante nesta sexta-feira (29) após furtar mais de R$ 60 mil em dinheiro da própria empresa funerária em que trabalha em Presidente Venceslau (SP). Ele irá responder pelo crime de furto qualificado. O dinheiro foi recuperado pela Polícia Civil e devolvido ao estabelecimento comercial. A Polícia Civil foi informada durante a madrugada de que o crime de furto estaria em plena execução, com a subtração de dinheiro e o possível envolvimento de um funcionário contratado como vigilante noturno da funerária. A partir disso, os policiais civis da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), com o apoio de agentes da Delegacia de Investigações sobre Entorpecentes (Dise), começaram a trabalhar no caso. Por volta das 6h10, os policiais abordaram o funcionário, que trajava o uniforme da funerária, no momento em que ele deixava a empresa pela porta da frente. Na carteira do suspeito, os policiais encontraram R$ 2.050,00. Em uma mochila, ele carregava uma touca de lã, que continha dois invólucros envoltos em elástico, totalizando mais R$ 14 mil. Segundo a polícia, o homem confessou que na residência dele havia mais dinheiro, pertencente ao estabelecimento, retirado em outras ocasiões. Na casa, os policiais encontraram mais R$ 44.950,00, além de eletrodomésticos, joias e relógios adquiridos com o resultado obtido dos crimes cometidos sequencialmente antes. Os valores, que totalizaram R$ 61 mil em dinheiro, foram apreendidos e restituídos a um representante da empresa vítima. Vigilante noturno foi preso em flagrante em Presidente Venceslau (SP) Polícia Civil Furto qualificado O funcionário da funerária foi preso em flagrante pelo crime de furto qualificado e encaminhado à Cadeia de Presidente Venceslau. Ele passará por audiência de custódia na Justiça e, se convertida a sua prisão em flagrante em prisão preventiva, será transferido para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de Caiuá (SP). A Polícia Civil informou que irá instaurar um inquérito para investigar a eventual participação de outras pessoas nos crimes. Além disso, a polícia esclareceu que representou pela alienação antecipada dos objetos apreendidos visando ao máximo ressarcimento à vítima.Veja mais notícias em g1 Presidente Prudente e Região.

Fonte: G1


29/12/2023 – 95 FM Dracena

COMPARTILHE

SEGUE A @95FMDRACENA

(18) 3822-2220


Av. Expedicionários, 1025, Centro
Cep: 17.900-000 – Dracena/SP

Todos os direitos reservados.  

NO AR:
AUTO PROGRAMAÇÃO