NOTÍCIAS


Funcionário da Semob é preso em flagrante por peculato após furtar pacotes de fraldas infantis de almoxarifado, em Presidente Prudente


Um funcionário da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana e Cooperação em Segurança Pública (Semob), de 50 anos, foi preso em flagrante por peculato nesta sexta-feira (24) após furtar quatro pacotes de fraldas infantis do almoxarifado da Secretaria Municipal de Saúde (Sesau), em Presidente Prudente (SP). O depósito de materiais funcionava no mesmo complexo da Semob, já que, em razão da alta capacidade de armazenamento do local, a prefeitura cedeu parte do prédio à Sesau para guardar os produtos destinados à área da saúde. O rapaz foi denunciado pelos próprios funcionários da Semob, que, nos últimos tempos, estavam notando a presença constante do indiciado no local “onde ele não tinha permissão expressa ou tácita para frequentar e cuja função não lhe exigia em nenhuma hipótese a presença naquele ambiente”. Conforme relatos, ele acessava o local por uma porta de pouco uso existente entre as repartições. Testemunhas relataram, ainda, que era comum ver o homem chegar ao trabalho com uma mochila sem volume e, ao fim do expediente, sair com a bolsa avolumada, motivo pelo qual o chefe do almoxarifado determinou uma fiscalização “mais acirrada” sobre o funcionário público. Na manhã desta sexta-feira (24), funcionários perceberam que, novamente, o rapaz frequentou o almoxarifado com a mochila nas costas e retornou para seu posto de trabalho. Informado sobre o fato, o chefe do almoxarifado decidiu esperar até o fim do expediente para verificar se o funcionário público deixaria o local de trabalho carregando as possíveis mercadorias. À polícia, ele relatou que o rapaz “ficou se esquivando para deixar o local de trabalho, mas tão logo arrumou uma carona com outro funcionário”. Ao lado de fora, foi determinado que um dos vigilantes abordasse o veículo onde o homem estava. Ele foi indagado e, quando abriu a bolsa, havia quatro pacotes de fraldas infantis contendo oito unidades cada dentro dela. O rapaz, então, disse ao chefe do almoxarifado que iria fornecer as fraldas para uma mulher que estava precisando, em seu bairro. No entanto, não deu detalhes de quem era. Ele foi direcionado até o secretário da Semob, para quem “confessou os fatos”. Segundo a responsável pelo almoxarifado da Sesau, os materiais foram doados pelo Estado de São Paulo e cada fralda foi avaliada em R$ 1, totalizando um prejuízo de R$ 32 pelos quatro pacotes furtados.

Fonte: G1


25/02/2023 – 95 FM Dracena

COMPARTILHE

SEGUE A @95FMDRACENA

(18) 3822-2220


Av. Expedicionários, 1025, Centro
Cep: 17.900-000 – Dracena/SP

Todos os direitos reservados.  

NO AR:
AUTO PROGRAMAÇÃO