NOTÍCIAS


Fiscalização intercepta pescadores em atividade irregular no lago da usina de Taquaruçu, no Rio Paranapanema



Dois homens foram autuados pela Polícia Militar Ambiental nesta quarta-feira (8), em Narandiba (SP). Pescadores foram interceptados nesta quarta-feira (8) no Rio Paranapanema Polícia Militar Ambiental A Polícia Militar Ambiental interceptou nesta quarta-feira (8) dois pescadores amadores que praticavam atividade irregular de captura de peixes no lago da usina hidrelétrica de Taquaruçu, no Rio Paranapanema, em Narandiba (SP). Ambos irão responder por crime ambiental. Durante patrulhamento náutico, os policiais avistaram uma embarcação com três homens que pescavam com o uso de redes de emalhar. Dois deles eram pescadores profissionais e estavam munidos de suas respectivas carteiras profissionais de pesca. Já o terceiro abordado era pescador amador. No ato da abordagem policial, o pescador amador estava no meio da embarcação ajudando os pescadores profissionais a retirar as redes do Rio Paranapanema, em um total de 900 metros, e 34 quilos de peixes das espécies campineiro, corvina e tucunaré. O pescador amador recebeu um auto de infração ambiental no valor de R$ 1.680,00 por praticar a pesca mediante a utilização de petrecho não permitido. As redes, o barco, o motor e os peixes foram apreendidos e permaneceram sob a responsabilidade de um dos pescadores profissionais, pois era o proprietário dos materiais e petrechos. Pescadores foram interceptados nesta quarta-feira (8) no Rio Paranapanema Polícia Militar Ambiental Ainda durante o transcorrer da fiscalização, os policiais avistaram outra embarcação próxima à margem direita do Rio Paranapanema com uma pessoa e realizaram a abordagem. Um homem, que praticava a pesca com o uso de rede de emalhar, também foi identificado como pescador amador. Ele estava recolhendo as redes do ambiente aquático, em um total de 500 metros, e 15 quilos de peixes das espécies piranha, tucunaré, cará-rei e campineiro. O homem recebeu um auto de infração ambiental no valor de R$ 1.300,00 por pescar mediante a utilização de petrecho não permitido. Os peixes, que haviam ficado sem refrigeração, estavam impróprios para o consumo humano e acabaram destinados à vala sanitária. Já as redes e a embarcação usadas pelo pescador ficaram apreendidas na sede da Polícia Ambiental, em Presidente Prudente (SP), à disposição da Justiça. Pescadores foram interceptados nesta quarta-feira (8) no Rio Paranapanema Polícia Militar Rodoviária Pescadores foram interceptados nesta quarta-feira (8) no Rio Paranapanema Polícia Milita AmbientalVeja mais notícias em g1 Presidente Prudente e Região.

Fonte: G1


08/03/2023 – 95 FM Dracena

COMPARTILHE

SEGUE A @95FMDRACENA

(18) 3822-2220


Av. Expedicionários, 1025, Centro
Cep: 17.900-000 – Dracena/SP

Todos os direitos reservados.  

NO AR:
AUTO PROGRAMAÇÃO