NOTÍCIAS


Com mensagem de aprendizado e valorização de identidades, professora idealiza livro com alunos de escola pública municipal em Presidente Venceslau



Projeto é uma atividade extracurricular que reúne 25 textos escritos por crianças de 9 e 10 anos, matriculadas no ensino fundamental, e será lançado com noite de autógrafos. Professora idealiza livro com alunos da Escola Doutor Álvaro Coelho, em Presidente Venceslau (SP) Caio Lanziani Com histórias autênticas, capazes de tirar largos sorrisos, e que fazem refletir sobre as boas memórias e o futuro da infância, a professora e escritora Nicolly Bueno e os alunos de quarto e quinto anos do ensino fundamental, de 9 e 10 anos, do projeto Escritores Mirins, da Escola Municipal Doutor Álvaro Coelho, lançam um livro que reúne os 25 textos escritos pelos estudantes desenvolvidos durante o ano letivo de 2023, em Presidente Venceslau (SP). O exemplar “A cidade que eu chamei de minha” se trata de uma atividade extracurricular com foco em atividades de leitura e escrita, que teve como ponto de partida os múltiplos modos de expressão de seus autores iniciantes, com o intuito de valorizar suas identidades, memórias e saberes. De acordo com a professora idealizadora do projeto, foi preciso vencer os obstáculos que ultrapassam os muros da escola. “Um projeto de criação literária jamais pode se limitar ao fazer pedagógico da sala de aula. É preciso ir além da necessidade de ensinar os conteúdos curriculares. Só chegamos nesse resultado incrível porque permitimos que o diálogo, o afeto e o respeito estivessem sempre presentes, durante as oficinas de leitura e produção de textos. Aos poucos, cada criança foi percebendo-se como protagonista de sua própria aprendizagem, identificando-se comigo quando confessei minha aversão pela leitura na infância. A leitura não pode ser imposta, de maneira obrigatória. Só formamos leitores quando somos leitores. A partir daí, estabelecemos uma relação de confiança e de afeto”, explicou Nicolly. Assim, cada narrativa retratada pretende trazer o mundo íntimo e ainda desconhecido dos pequenos escritores, como suas relações cotidianas e o modo como percebem a cidade em que vivem. Professora idealiza livro com alunos da Escola Doutor Álvaro Coelho, em Presidente Venceslau (SP) João Prado e Nicolly Bueno Editora Além dos textos, algumas imagens ilustram o livro para retratar os momentos registrados por Nicolly durante as aulas na escola pública municipal. “Aqui, experiências reais e literárias se misturam e se completam”, trecho retirado da sinopse do livro. Professora idealiza livro com alunos da Escola Doutor Álvaro Coelho, em Presidente Venceslau (SP) João Prado “Toda vocação nasce de um grande amor” Segundo Nicolly, no texto “Sobre a leitura do mundo e outros con(textos)”, o projeto nasceu do amor pela educação, pela literatura e por todas as crianças, que foi cultivado com muita determinação e respeito. Escritora há vinte anos, ela sempre procurou mostrar que o processo de criação literária é completo, lento, mas prazeroso. “A escrita literária surge da necessidade de se fazer ouvir o que nem sempre conseguimos expressar conversando”, afirmou a escritora em entrevista ao g1. O título “A cidade que eu chamei de minha” faz uma referência à própria Presidente Venceslau. “É o olhar das crianças sobre o nosso passado, reflexões sobre o cotidiano de cada uma e, ao mesmo tempo, uma mensagem aos futuros cidadãos venceslauenses”, pontuou ao g1. “Apenas colocamos em prática os ensinamentos desses dois mestres [Rubem Alves e Antônio Cândido] que há anos norteiam a prática docente”, conforme trecho retirado do capítulo “Sobre a leitura do mundo e outros con(textos)”. Professora idealiza livro com alunos da Escola Doutor Álvaro Coelho, em Presidente Venceslau (SP) Nicolly Bueno Escritores mirins O projeto surgiu, inclusive, após uma publicação divulgada pelo Centro Educacional Nova Geração, escola que já realiza um projeto semelhante há sete anos. “Ao ver o trabalho desenvolvido em Salvador [BA], tive a iniciativa de propor este projeto para a equipe gestora da escola onde eu trabalho”, explicou Nicolly. Segundo ela, foi com esse sentimento de liberdade que os alunos encerraram as oficinas de leitura e produção de texto com muita responsabilidade. “Tiveram responsabilidade marcando presença nas aulas, responsabilidade durante a criação literária, responsabilidade com a revisão do próprio texto. Tão novinhos e tão responsáveis! Estou orgulhosa de cada criança que aqui está”, finalizou a professora em seu texto de apresentação, “Sobre a leitura dos mundo e outros con(textos)”. Serviço Os exemplares serão lançados no dia 17 de janeiro de 2024, com a noite de autógrafos, que ocorrerá, a partir das 19h30, no Salão Social do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Presidente Venceslau, localizado na Rua Duque de Caxias, 155, em Presidente Venceslau. Os livros estão disponíveis apenas no formato físico e serão vendidos por R$ 39,90 cada exemplar. Professora idealiza livro com alunos da Escola Doutor Álvaro Coelho, em Presidente Venceslau (SP) Nicolly Bueno Professora idealiza livro com alunos da Escola Doutor Álvaro Coelho, em Presidente Venceslau (SP) Nicolly Bueno Professora idealiza livro com alunos da Escola Doutor Álvaro Coelho, em Presidente Venceslau (SP) Nicolly Bueno Professora idealiza livro com alunos da Escola Doutor Álvaro Coelho, em Presidente Venceslau (SP) Nicolly Bueno Professora idealiza livro com alunos da Escola Doutor Álvaro Coelho, em Presidente Venceslau (SP) Nicolly Bueno Professora idealiza livro com alunos da Escola Doutor Álvaro Coelho, em Presidente Venceslau (SP) Nicolly BuenoVeja mais notícias em g1 Presidente Prudente e Região.

Fonte: G1


26/12/2023 – 95 FM Dracena

COMPARTILHE

SEGUE A @95FMDRACENA

(18) 3822-2220


Av. Expedicionários, 1025, Centro
Cep: 17.900-000 – Dracena/SP

Todos os direitos reservados.  

NO AR:
AUTO PROGRAMAÇÃO